Cinco manchas perigosas para o tapete

 

coca

Quem é que não gosta de ter uma casa aconchegante e bem decorada? Os tapetes são peças que fazem bem esse papel ajudando a dar um toque especial ao lar, mas para mantê-los sempre limpos e bonitos são necessários alguns cuidados, principalmente quando se trata de manchas causadas por acidente.

Muita gente se desespera ao derramar algo no tapete e não sabe como agir para evitar que o estrago da mancha seja ainda maior. E quem tem filhos em casa sabe: não há tapete que resista aos pingos de suco, farelos de alimentos e riscos de canetinha, apenas para citar parte dos males que podem atingir em cheio a peça que os pais tanto gostam. Se a situação soou familiar, saiba que o problema tem solução, mas para isso é preciso agir rápido e tomar algumas medidas para que a mancha não se espalhe ainda mais.

A primeira e mais importante dica é nunca utilizar o aspirador de pó para sugar ou secar a sujeira, pois isso pode aumentar a mancha. O procedimento inicial deve ser sempre retirar a sujeira que ainda permance na superfície utilizando papel toalha ou pano seco. Se a mancha for líquida, pressione com cuidado, absorvendo o excesso, e  evite esfregar para não comprometer ainda mais as fibras do tapete. Agora, se a mancha tiver sido causada por um produto sólido, como chocolate, tente raspar com auxílio de uma espátula ou colher, sempre fazendo movimentos da borda para o centro.

Concluída esta primeira etapa, é importante atentar para o tipo de mancha causada e adotar as medidas necessárias de acordo com cada caso. Para facilitar, separamos abaixo os cinco tipos mais perigosos para o seu tapete.

Urina – Quem tem bichos de estimação como cães e gatos dentro de casa sabe que existe o risco de sujar o tapete.

De acordo com José Carlos Larocca, presidente do Sindilav – Sindicato das Lavanderias do Estado de São Paulo, esta é a mancha mais difícil de ser retirada. “Por ter uma composição ácida, a urina pode causar uma mancha que pode alterar a tonalidade da fibra. O ideal é agir rápido, no momento do acidente”, explica.

O conselho é  passar um pano úmido com uma pequena quantidade de detergente neutro ou tira manchas logo após do processo de retirada do excesso de líquido. Finalize com outro pano, desta vez embebido em álcool, o que pode ajudar a retirar o odor característico.

Vinho – Este tipo de mancha também é uma das mais difíceis, assim como outras substâncias que também possuem pigmentação como café, molho de tomate e catchup. Aplique algumas pedrinhas de gelo sobre o local da mancha e utilize um alvejante sem cloro para finalizar a limpeza, evitando assim que a maciez do tecido seja comprometida

Sangue – Para retirar manchas de sangue, Larocca recomenda também o uso de um produto específico para limpeza de tapetes à base de peróxido de hidrogênio. Aplique uma tampa da solução diluída em cerca de 300 ml de água sobre a mancha, utilizando com um algodão ou escova de cerdas macias para fazer uma leve fricção sobre a área atingida.

Chiclete – A dica para retirar o chiclete que ficou grudado no tapete é bem mais simples do que muita gente imagina. Larocca ensina: “Basta pegar uma pedra de gelo e passar pelo chiclete no tapete”. Assim que ele estiver congelando, se soltará facilmente.

Tinta de caneta – Utilize um pano úmido com álcool sobre a mancha. Se não resolver, aplique uma pequena quantidade de tira manchas, lembrando sempre que tapetes e carpetes necessitam de cuidados especiais por conta de seu tipo de composição e que, por isso, o ideal é utilizar produtos destinados à limpeza desse tipo de peça.

Outras sujeiras também são comuns, como gordura e marcas de sola de sapato. Neste caso vale adotar a receita básica: usar um pano úmido com detergente e alvejante sem cloro. José Carlos Larocca lembra ainda que muitas receitas caseiras incluem o uso de vinagre para retirar o manchado, mas este produto não é recomendado, pois pode provocar o desbotamento das cores do tapete.

Além do cuidado com as manchas, é muito importante realizar uma higienização frequente para deixar os tapetes livres de poeira e outras sujeiras que vão acumulando diariamente. Para a lavagem, utilize um xampu próprio para tapetes e carpetes – que é facilmente encontrado nos mercados. O aspirador é outro grande aliado na manutenção da peça e deve ser utilizado pelo menos duas vezes por semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s